Veto do STF ao poder econômico nas eleições é uma grande contribuição à democracia no Brasil - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Veto do STF ao poder econômico nas eleições é uma grande contribuição à democracia no Brasil

1298150077950-anisio-maiaNa sessão da ALPB desta terça-feira (17/12), o deputado estadual Anísio Maia (PT) comentou a iniciativa do Supremo Tribunal Federal (STF) em vetar qualquer tipo de financiamento de empresas privadas nas campanhas eleitorais. “Diante da inércia do Congresso Federal, da total incapacidade de melhorar nossa legislação eleitoral, de tornar as eleições mais limpas, mais democráticas, menos influenciadas pelo poder econômico, tendo aprovado uma minirreforma para tentar justificar que fez alguma coisa, mas que pouca influência tem nas eleições, o STF tomou uma decisão que talvez seja a mais importante da democracia brasileira nos últimos anos”.

 

Salientou ainda que o Partido dos Trabalhadores defende, há tempos, esta proposta como forma de eliminar a influência econômica nas eleições. “Nenhum empresário vai contribuir para uma campanha de graça, por espírito cívico ou por bondade. Todos eles tentam financiar campanhas para influenciar no destino do Governo, influenciar administrativamente, abrir portas e, inclusive, influenciar nas licitações. O caminho é justamente impedir esta influência, impedir que as empresas financiem candidaturas, porque é aí que começa toda a corrupção, pela influência das empresas, pelas negociatas para compensar a ajuda eleitoral”.

 

TV Assembleia em canal aberto

 

Anísio Maia aproveitou também o pequeno expediente na sessão da ALPB para parabenizar o presidente da Casa, Ricardo Marcelo, pela abertura da TV Assembleia em canal aberto. Destacou que, assim, a população vai ter um maior acesso ao trabalho dos parlamentares, quais são as propostas e os debates travados. “Para nós que defendemos a política aberta, o debate amplo, é muito bom que agora mais pessoas acompanhem o canal da TV Assembleia. Será mais uma fonte de informação de qualidade aos cidadãos paraibanos”.

Assessoria