Vice-presidente do PMDB defende união do partido ao blocão - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Vice-presidente do PMDB defende união do partido ao blocão

blocãoO vice-presidente do diretório do PMDB de João Pessoa, vereador Fernando Milanez, defendeu hoje uma tese polêmica durante entrevista aoParlamentopb. Ele sugeriu que seu partido se una ao blocão formado pelo PT, PP e PSC e comece uma discussão sobre propostas para a oposição nas eleições do ano que vem. Além disso, que a sigla entre como “um soldado”, oferecendo o nome de Veneziano Vital do Rêgo como uma e não a única opção para a disputa pelo Governo no ano que vem.
As declarações do vereador se dão depois que o presidente estadual do PMDB, José Maranhão, cobrou do PT reciprocidade e opinou que a executiva nacional do partido deveria exigir a celebração de uma aliança dos petistas em torno de Veneziano em 2014:
– Não podemos emparedar o partido da presidente da República, Dilma Rousseff. E precisamos entender que o eleitor não está preocupado com nomes. O que ele quer são propostas. Temos que construir um projeto e depois verificar que nome entre os partidos do blocão, que representariam toda a oposição, teria mais chance de vitória nas eleições. O PMDB já perdeu dois deputados federais e não conseguiu fazer adesões no início do mês. É preciso calçar as sandálias da humildade e repensar a estratégia do partido e unir a oposição. Do contrário, podem encomendar o terno da nova posse de Ricardo Coutinho porque sozinho ninguém vence”.
O dirigente municipal ainda declarou que seu entendimento não é uma voz isolada e que outras lideranças comungariam da mesma tese. Ele, contudo, não concorda com o tom do deputado Anísio Maia ao dizer que José Maranhão estaria conduzindo o PMDB para a decadência:
– É preciso que alguns petistas moderem o tom, em respeito à história de Maranhão. Ele é uma das maiores lideranças da Paraíba, mas não pode decidir sozinho.
Parlamentopb