Visando a vitória contra RC, Maranhão avalia aliança com PSDB e PSD em João Pessoa

maranhão um eO senador Cássio Cunha Lima (PSDB), o também senador e presidente do PMDB na Paraíba, José Maranhão (PMDB) e o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD) poderiam marchar juntos no pleito de 2016? Para Maranhão, tudo é possível, já que a meta é que uma das siglas venha a vencer a pré-candidatura de Cida Ramos (PSB) que tem como maior cabo eleitoral, o governador Ricardo Coutinho (PSB).

“Difícil é um boi voar, mas é só colocar dentro de um avião que ele voa. Em política tudo pode acontecer. Vai depender do tamanho do boi, mas pode ter veículo aéreo que caiba””, comentou Maranhão em analogia ao impossível e ao viável.

A tese de união de forças, caso o PSB vá para o segundo turno é quase certa, mas no primeiro turno é um pouco difícil, já que tanto Cartaxo, quanto o nome do PMDB, o pré-candidato e deputado federal Manoel Júnior não devem abrir mão de entrar na disputa.

O maior incentivador da criação do blocão é Cássio, já que o PSDB não terá candidatura, mas está sendo cortejado para apoiar tanto o PSD quanto PMDB em João Pessoa.

Maranhão defende a candidatura própria do PMDB com Manoel Júnior encabeçando a chapa. “Eu gostaria de ter um chapão apoiando a candidatura em nome de Manoel Júnior”, afirmou.

Maranhão disse ainda que não conversou formalmente com Cássio Cunha Lima, mas ressaltou que muito debates ainda acontecerão até as convenções municipais que ocorrerão entre os dias 20 de julho e 5 de agosto.

“Não tem nenhuma conversa formal sobre isso. Somos vizinhos físicos de bancada. Sentamos um do lado do outro e claro que conversamos sobre problemática política e questão inerentes ao panorama atual do país e da Paraíba”, declarou.

Vanessa de Melo

PB Agora