Vital evita falar sobre ministério e diz que Vené é prioridade do PMDB Nacional - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Vital evita falar sobre ministério e diz que Vené é prioridade do PMDB Nacional

vital sem minisNa manhã desta quinta-feira, 16, durante entrevista para a Rádio CBN, o senador Vital do Rêgo (PMDB) contou sobre a reunião realizada pela cúpula nacional do PMDB na noite de ontem, além de falar sobre a reforma ministerial.

Segundo o parlamentar, a reunião foi positiva, e entre os assuntos abordados está a elaboração de um quadro nacional das alianças, que deverão ser iniciadas ainda neste mês. Vital destacou que os líderes da Câmara e do Senado estão fazendo uma distribuição geopolítica dos quadros do PMDB, além de um diagnóstico de cada caso.

O senador revelou que uma outra reunião será realizada, porém, com a presença do presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, e o objetivo do PMDB é avançar para que sejam fechadas alianças em todo o país, seguindo a aliança nacional.

Sobre a situação da Paraíba, o parlamentar afirmou que o partido possui uma candidatura lançada, a de Veneziano Vital, e ela estaria crescendo. “A candidatura de Veneziano é considerada uma das principais pelo PMDB Nacional. Veneziano possui um prestígio muito grande no partido aqui na Paraíba, e uma séria de legendas podem compor com o PMDB no 1º ou no 2º turno”.

Vital ressaltou o respeito pelas candidaturas apresentadas por esses partidos, porém, acredita que a aliança nacional deverá refletir nos estados, inclusive na Paraíba.

Questionado sobre quem seriam os partidos que poderiam compor com o PMDB, o senador explicou que as alianças poderão ser feitas com aqueles que fazem parte da oposição, e que seriam “os mensageiros da mudança e da esperança”.

Falando sobre a reforma ministerial, o parlamentar, que está cotado para ocupar o Ministério daIntegração, disse que o PMDB vai aguardar aos acontecimentos: “Não tenho nada o que falar sobre isso. Não sou responsável, e sim a cúpula do partido. Sabemos que a partir do dia 29 será dada continuidadea reforma ministerial”.

Reforma ministerial

Segundo a imprensa nacional, a presidenta Dilma Rousseff (PT) teria pedido que o presidente de honra do PMDB e vice presidente da república, Michel Temer, acalmasse a base peemedebista por que ela não decidiu nada ainda sobre a reforma ministerial.

Da Redação
WSCOM Online