XEQUE-MATE: documentos, mídias eletrônicas e dinheiro são apreendidos e mais seis municípios entram na mira da PF

Durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta terça-feira (08), o delegado da Polícia Federal Fabiano Emídio de Lucena Martins e o diretor de Operações Especiais da Controladoria Geral da União (CGU), Israel José de Carvalho detalharam a 5ª fase da Operação Xeque-Mate que foi deflagrada nas primeiras horas da manhã de hoje na Paraíba e em Pernambuco.

Ainda segundo a PF, Foram encontrados elementos que dizem respeito a fraude licitatória, corrupção ativa e passiva e formação de organização criminosa.

“As buscas de hoje foram medidas cautelares que visam a obtenção de mais provas”, explicou o delegado Fabiano Emídio.

Cerca de R$ 170 milhões foram movimentados na área da Saúde na cidade portuária sendo cerca de R$ 60 milhões oriundos do Governo Federal. Na época quem estava à frente do Executivo municipal era o ex-prefeito Leto Viana.

Já na casa do ex-deputado federal André Amaral foram apreendidos diversos documentos e mídias eletrônicas que ainda serão analisados. A polícia confirmou também a preensão de grande quantidade de dinheiro, porém o local onde ele foi encontrado não foi divulgado.

As cidades de Mamanguape, Gurinhém, Conceição, Pedra Lavrada, São Vicente do Seridó e Itaporanga também, estão na mira da PF por conta da suspeita de que esquemas semelhantes tenham sido realizados.

PB Agora