Yulia Timoshenko anuncia candidatura à presidência na Ucrânia - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Yulia Timoshenko anuncia candidatura à presidência na Ucrânia

PRESIDENTE DA UCRANIAA ex-primeira-ministra ucraniana Yulia Timoshenko anunciou nesta quinta-feira (27) sua candidatura às próximas eleições presidenciais previstas no país no dia 25 de maio. O anúncio oficial deverá ser feito neste sábado, durante um congresso de seu partido, o Batkivchtchina.

 A ex-premiê de 53 anos anunciou que seria candidata durante uma entrevista coletiva em Kiev. “Nenhum dos políticos que querem se candidatar têm a dimensão da anarquia na qual o país está mergulhado e de como colocar um fim nele”, disse Timoshenko.

Ela ainda declarou que pedirá aos deputados do seu partido, Batkivchtchina, que apresentem oficialmente sua candidatura. Yulia Timoshenko já havia disputado a presidência em 2010, mas perdeu para Viktor Yanukovitch, que deixou o poder depois do início da revolta que tomou conta do país desde o fim do ano passado.

O presidente Alexandre Tourtchinov já anunciou que não vai se candidatar. De acordo com uma pesquisa recente, o milionário Petro Poroshenko é tido como favorito ao pleito.

Em 2011, Yulia Timoshenko foi condenada a sete anos de prisão por abuso de poder em contratos de fornecimento de gás assinados com a Rússia. Seus partidários e alguns países ocidentais defendem que o motivo da sua condenação foi político.

A ex-primeira-ministra foi libertada no dia 22 de fevereiro, dia em que o presidente Viktor Yanukovitch foi destituído pelos manifestantes.

A Ucrânia vive sua pior crise política desde a Revolução Laranja, em 2004. O movimento de contestação teve início em novembro, quando o governo se recusou a assinar um acordo de cooperação com a União Europeia, dando início a manifestações reprimidas com violência no país. Os conflitos acabaram gerando anexação da região da Crimeia à Rússia.

 

RFI